Live com Marcello Corrêa Petrelli

 em Jornalismo

Clique no tempo para ir direto para a pergunta que deseja ouvir:

1:15 – Poderia nos dar um panorama do Grupo ND? Vocês fizeram uma transformação no grupo, com reposicionamento no mercado, em um momento de crise no setor. Por que decidiram realizar essa mudança e qual foi o saldo final?

4:49 – Vejo que vocês têm um DNA regional muito forte. Acredito que, principalmente nos dias atuais, esse DNA é uma ativo muito importante. As pessoas sentem falta de informação próxima e qualificada. Gostaria que você falasse um pouco sobre esse conceito de Jornalismo Regional e sobre como vocês enxergam o futuro do Jornalismo Regional.

9:19 – O que precisa ser mudado na cultura e na rotina da redação para aproximar o jornalismo da população? Como conseguir que o jornalista desperte para essa realidade vital de pessoas que estão nas comunidades, nos bairros?

11:56 – Vocês estão abrindo uma nova emissora em Criciúma. Poderia nos falar um pouco sobre a expansão do Grupo ND? Para onde estão indo?

16:21 – Me chamou muita atenção essa reformulação total do Jornal que vocês fizeram. Houve crescimento de assinaturas, o público respondeu a essa transformação. Como você vê o futuro do Jornalismo Impresso?

21:15 – Quais conselhos você dá para quem está estudando jornalismo em Santa Catarina?

23:02 – A mídia tradicional pode ajudar, de algum modo, a trazer mais equilíbrio ao diálogo e debates públicos?

26:33 – Na última vez que estive no “Morro da Cruz”, encontrei uma redação completamente integrada e moderna. Vocês foram um dos pioneiros nessa integração entre Televisão, Jornal Impresso, Portal Online, todos juntos no mesmo espaço fisico. Quais os desafios, dificuldades, resistências, ganhos e resultados dessa integração?

29:34 – Gostaria que falasse um pouco sobre a rede regional de cobertura do poder, que mais do que receber o produto generalista, visa a cobrir Brasília com essa ótica regional. Como está esse projeto atualmente?

33:55 – Muitas vezes o noticiário das grandes redes nacionais costuma ser muito genérico, muito político, muito centrado no poder, o que desperta menos interesse na população local, regional. Atualmente, o Brasil e mundo estão radicalizados, polarizados. Mas tenho a impressão de que o consumidor está cansado dessa polarização. Você não acha que está na hora do retorno ao velho e bom jornalismo, independente, isento e informativo? Como você vê essa questão?

39:52 – Qual é o perfil de jornalista que o Grupo ND valoriza atualmente? Que tipo de habilidades devem ter: mais habilidades técnicas ou relacionadas ao comportamento, à interação com o público?

41:25 – Como você percebe que o público enxerga os veículos de comunicação e o jornalistas, ultimamente?

45:16 – Como você enxerga a concorrência dos novos atores no mercado, jornais e blogs que se posicionam e dão voz a determinados setores da sociedade? Há algo que a grande mídia poderia aprender com eles?

49:08 – Estamos vendo as coberturas dos grandes veículos focadas em um jornalismo de “espuma”, declaratório, raso. Falta uma cobertura mais profunda das políticas públicas, caminhos para reformas. Não é um excesso de espuma e falta de informação mais profunda?

52:26 – O 5G está chegando. Vai ser uma revolução em nosso setor. Qual sua expectativa sobre isso?

53:37 – Sei que vocês estão com um programa de entrevistas, o Conexão ND, que tem uma presença forte dos principais apresentadores da casa. Vi que a audiência é expressiva e nacional. Poderia nos falar um pouco sobre esse projeto?

55:58 – Acho que esta faltando na imprensa o rosto humano. Ficamos focados na política, no presidente, no senador, e no fundo é um show. A política tem um ângulo teatral. Mas esquecemos de contar boas historias. O que você pensa sobre isso?

1:01:15 – O que o grupo tem pensado para o futuro? Como você vê a empresa no médio e longo prazo?

 

Desta vez o convidado foi o empresário da comunicação Marcello Corrêa Petrelli, presidente executivo do Grupo ND, com sede em Florianópolis. O Grupo ND tem seis emissoras de TV, um jornal diário em Florianópolis, portal de notícias na internet e uma editora de revistas.

Em tempos de pandemia e de crise no setor, Marcello Petrelli fez apostas ousadas. Mudou o portal, mudou o Jornal Impresso, fez uma edição de aniversário que foi um sucesso em conteúdo e faturamento, reestruturou o programa Ver Mais, estreou o programa Conexão ND que é transmitido pela Record News Santa Catarina e pelo Portal ND+ simultaneamente.

Petrelli, que está participando conosco do programa Estratégias Digitais para Empresas de Mídia 2020, é uma liderança inovadora no jornalismo regional brasileiro. Para ele crise é o outro nome da oportunidade.

Conversamos sobre a revolução no jornalismo: desafios e oportunidades. O papel e a força do jornalismo regional. Os caminhos de um jornalismo mais propositivo e a construção da credibilidade.

Clique no link e se inscreva no Canal do Youtube para receber o aviso dos artigos e das novas LIVES.

Assine meu canal para acompanhar:

 


 

Carlos Alberto Di Franco nas Mídias Sociais:

Twitter: https://twitter.com/DiFrancoNews
Facebook: https://www.facebook.com/carlosadifranco
Instagram: https://www.instagram.com/difranconews/
LinkedIn: https://www.linkedin.com/in/carlos-alberto…

Postagens Recentes

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar